Campanha de vacinação contra vírus influenza tem Dia D neste sábado (4) em Ibaté

O Departamento Municipal de Saúde de Ibaté informa que a Campanha 
Nacional de Vacinação contra Influenza, que teve início em todo o Brasil 
no dia 10 de abril, terá seu Dia D no próximo sábado (4), onde todas as 
unidades de saúde estarão abertas para atender a população público-alvo 
da vacinação.

A influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que 
pode levar ao agravamento e ao óbito, especialmente nos indivíduos que 
apresentam fatores ou condições de risco para as complicações da 
infecção (crianças menores de 5 anos de idade, gestantes, adultos com 60 
anos ou mais, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras 
condições clínicas especiais).

Até o dia 31 de maio, as vacinas serão disponibilizadas nas unidades de 
saúde da cidade. Elaine Sartorelli, assessora geral do Departamento de 
Saúde, informa que entre 10 e 19 de abril a vacina foi aplicada em 
crianças, gestantes e puérperas. Neste período 104 doses foram aplicadas 
em crianças até 06 anos, o que corresponde a uma cobertura de 28,04%; 
159 gestantes procuraram as unidades, atingindo cobertura de 44,28% e 34 
puérperas (57,62%) foram imunizadas.

Estudos realizados pelo Ministério da Saúde, por meio do Departamento 
Científico de Imunização da Associação Brasileira de Alergia e 
Imunologia, asseguram que não há nenhuma condição que proíba a aplicação 
da vacina. “Até indivíduos alérgicos ao ovo estão liberados para 
tomá-la. Sobre os eventos adversos, a picada pode causar, no máximo, uma 
pequena alergia no local de injeção”, disse Elaine.

A meta do Departamento Municipal de Saúde de Ibaté é vacinar pelo menos 
90% do total de pessoas que estão nos grupos de risco. Durante a 
campanha, ainda está sendo feita a atualização da Caderneta de 
Vacinação.

Devem ser vacinadas

•        Crianças entre 6 meses de vida e menores de 6 anos de idade (5 
anos, 11 meses e 29 dias)
•        Gestantes
•        Puérperas (até 45 dias após o parto)
•        Indivíduos com 60 anos ou mais de idade
•        Trabalhadores da saúde
•        Professores das escolas públicas e privadas
•        Povos indígenas
•        Grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e 
outras condições clínicas especiais
•        Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas 
socioeducativas
•        População privada de liberdade e funcionários do sistema 
prisional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *