Flamenguista não suporta emoção e morre na final da Libertadores

Valdecir Rosa tinha 37 anos e há 5 usava um marca-passo para controlar a frequência cardíaca

Uma família de flamenguistas de Cuiabá (MT) não tem motivos para comemorar a vitória do time na Copa Libertadores da América, ocorrida no último sábado (23).

Torcedor do Flamengo e há 5 anos usando um marca-passo para controlar a frequência cardíaca, o motorista de ônibus Valdecir Rosa, de 37 anos, morreu durante a comemoração de um dos gols do time carioca.

“A emoção foi tanta que o coração não aguentou. Ele era flamenguista roxo”, relatou Jucielle Viana dos Santos, esposa de Valdecir.

Valdecir era casado e deixa, além da esposa, uma filha de 2 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *