Hoje (23) foi o 3° dia de greve dos caminhoneiros.

Apesar do anúncio de que o preço dos combustíveis será reduzido a partir de hoje (23) em todo Brasil, continua pelo terceiro dia consecutivo a série de greves e protestos de caminhoneiros por 24 estados do país. Os caminhoneiros criticam a volatilidade dos preços, já que foram registrados 11 aumentos em 17 dias.

O litro da gasolina comum chegou a ser vendido a R$ 5,26 na semana do dia 19 de maio, segundo a Agência Nacional do Petróleo, sendo o maior valor já registrado pelo órgão em toda a história. O preço médio nos postos de gasolina, de R$ 4,28, também é o mais alto de toda a era do Plano Real. A categoria pede mudança na política de reajuste dos preços dos combustíveis (medida que o governo rejeita), e a redução da carga tributária para o diesel (já em negociação).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *