Idosa é condenada a prisão por barulho de seus galos

Dora Dias, de 68 anos, foi condenada em primeira instância pelo incômodo que o canto de seus galos geravam aos vizinhos nas madrugadas. A justiça entendeu que houve perturbação do sossego, em uma disputa que foi levada à justiça depois que várias reuniões de conciliação entre as partes falharam. As informações são da Record TV.

Outra ação já foi julgada como improcedente pelo juiz responsável no fórum de Santa Rita e também no Conselho Recursal de Pirassununga. No segundo processo, Dora Dias foi condenada a 25 dias de prisão. Ainda cabe recurso, e o advogado da idosa afirmou que irá recorrer da decisão. 

Ainda de acordo com o advogado da senhora, os galos já estão presos em um cômodo da casa, e por isso não estariam mais incomodando os vizinhos como quando eram colocados nos fundos. O muro de divisa entre os terrenos também teria sido aumentado em um metro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *