Ministério Público pede afastamento de Airton Garcia

Mais um polêmica em São Carlos conturbou o ambiente nos bastidores do Legislativo na manhã desta segunda-feira, 24, quando o presidente da Casa, o vereador Julio Cesar (DEM) comandou uma reunião com todos os vereadores sem a presença da imprensa para discutir um pedido do Ministério Público que pede o afastamento do prefeito Airton Garcia (PSB).

O processo o qual motivou tal pedido é de 2009, sobre o meio ambiente e diz respeito a cadastramento rural. Desde então os prefeitos Oswaldo Barba (PT) e Paulo Altomani (PSDB) não teriam tomado as providências necessárias e hoje há uma multa cumulativa contra a Prefeitura Municipal que gira em torno de R$ 5 milhões.

Indagado sobre a reunião na manhã desta segunda-feira, Julio César disse que recebeu o processo do Ministério Público na quinta-feira, 20, e desde então não teria tido tempo de reunir todos os vereadores e marcou a reunião para esta manhã.

“Recebi um parecer do Jurídico da Câmara, convoquei os parlamentares para uma decisão. Amanhã vamos encaminhar um documento a Prefeitura Municipal e esperar a resposta que deverá vir em, no máximo, 15 dias. Temos que esperar para ver se o prefeito providenciou ou não o pagamento da multa. Há trâmites e temos que esperar a legalidade para tomar as decisões sem atropelos”, afirmou Julio.

Questionado se Airton Garcia pode ser afastado, o presidente da Câmara Municipal afirmou que seria prematuro qualquer decisão, mas não descartou a abertura de uma Comissão Processante pela Câmara Municipal. “Mas isso depois que a Prefeitura encaminhar respostas sobre as indagações que iremos fazer sobre os procedimentos que o município tomou quanto ao processo relativo ao meio ambiente sobre o cadastro rural”, finalizou o parlamentar.

 

(São Carlos Agora)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *