Morre em acidente homem curado de câncer com tratamento inédito

Vamberto de Castro tinha câncer terminal e expectativa de menos de um ano de vida e se viu livre dos sintomas da doença após tratamento em São Paulo

Menos de dois meses depois de voltar do interior de São Paulo onde passou por um tratamento inédito para curar um câncer, o ex-funcionário público Vamberto Luiz de Castro morreu em um suposto acidente doméstico. 

De acordo com o IML (Instituto Médico Legal), o corpo do homem deu entrada no dia 11 de dezembro e foi liberado no mesmo dia. Um laudo deve ficar pronto até o próximo sábado (21).

Em uma postagem em uma rede social, a ex-mulher de Vamberto, Rosemary Castro deixou um recado e foi consolada por amigos e familiares. “Nossa ligação é eterna. Até breve”

Vamberto desembarcou em Belo Horizonte, onde morava com sua família, após passar uma temporada de 30 dias no Hospital das Clínicas da USP (Universidade de São Paulo), em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. Ele lutava desde 2017 contra um linfoma, um tipo de câncer que afeta as células de defesa do organismo.

De acordo com a universidade, ele já havia passado por tratamentos de radioterapia e quimioterapia, mas sem sucesso. No início do mês de setembro, Vamberto foi internado na unidade de saúde, magro, com dores nos ossos e usando dose máxima de morfina para conter a dor.

Foi aí que médicos pesquisadores da USP decidiram testar no paciente o tratamento conhecido como Car T-Cell, que é baseado em células geneticamente modificadas. A técnica vinha dando resultados positivos em alguns testes nos Estados Unidos. 

(R7)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *