Postos de saúde estarão abertos para vacinação contra pólio e sarampo neste sábado (1º)

Com o objetivo de atingir a meta de vacinar 95% do público infantil, com
idade entre 1 ano e menores de cinco anos, a Prefeitura de Ibaté
realizará neste sábado (1º) mais um Dia D de vacinação contra sarampo e
paralisia infantil (poliomielite).
O Programa Saúde da Família (PSF) do Jardim Icaraí, e a Unidade Básica
de Saúde (UBS) do Jardim Cruzado estarão abertas das 8h às 17h para que
os pais ou responsáveis possam levar as crianças para se imunizarem.
Segundo balanço da Vigilância Epidemiológica de Ibaté, já foi imunizado
contra a poliomielite 76% das crianças que estão no público alvo. Já com
relação à vacina contra o sarampo, já foram vacinadas 73% das crianças.
A estimativa do departamento  de Saúde é de que haja mais de 1847
crianças em Ibaté nessa faixa etária e ainda faltam 500 para receber as
doses das vacinas. “Pensando em vacinar o maior número possível de
crianças, decidimos fazer mais um ‘Dia D’ de vacinação contra sarampo e
paralisia infantil e com isso também atingir a meta estabelecida, mas
além disso, sabemos da importância dessas vacinas para as crianças,
então é muito importante que os pais ou responsáveis as levem para tomar
a vacinação”, alertou o prefeito José Luiz Parrella (PSDB).
A Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo e Paralisia Infantil
teve início no último dia 4 de agosto no dia 31 de agosto, mas foi
prorrogada por mais um dia. “AS unidades de Saúde do Jardim Cruzado e do
Jardim Icaraí estarão abertas neste sábado para receber as crianças”,
disse Zé Parrella.
Elaine Sartoreli assessora de saúde ,  lembra que quem quiser levar as
crianças para atualizar a Carteira de Vacinação também pode. “Caso algum
pai tenha dúvida se a criança tomou ou não alguma vacina, basta estar
com a Carteira de Vacinação em mãos que os atendentes irão verificar se
a criança não tomou todas as vacinas necessárias, podendo assim realizar
a atualização”, apontou .
Independente se a criança já tomou a vacina ou não, deve ser imunizada.
No caso da vacina contra o sarampo, há exceção para quem tomou a dose
mais recentemente, nos últimos 30 dias.
A campanha tem por objetivos: vacinar quem nunca tomou a vacina;
completar todo o esquema de vacinação de quem não tomou todas as
vacinas; e dar uma dose de reforço para quem já se vacinou
completamente, ou seja, tomou todas as doses necessárias à proteção.
A vacina é contraindicada para crianças imunodeprimidas, como aquelas
submetidas a tratamento de leucemia e pacientes oncológicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *