SP deve iniciar vacinação infantil no dia 17, diz secretário

Como ainda não se sabe quantas doses serão recebidas, capital paulista começará a imunização pelas crianças mais velhas

A cidade de São Paulo deve começar a vacinação contra a Covid-19 de crianças de 5 a 11 anos na próxima segunda-feira (17), disse o secretário de Saúde, Edson Aparecido. As primeiras doses destinadas ao público chegaram ao Brasil na madrugada desta quinta (13). A previsão é que as doses cheguem à capital paulista no final da tarde de sexta (14).

Aparecido disse que ainda não se sabe quantas doses serão recebidas pela cidade. Por isso, seguindo recomendação do Ministério da Saúde, a imunização no dia 17 deve se iniciar com as crianças mais velhas. A princípio, todas as crianças com 11 anos serão vacinadas na próxima segunda-feira, sem a separação das crianças com comorbidades e deficiências, informou Aparecido.

Chegada do primeiro lote de doses pediátricas de vacina Covid-19 Pfizer/BioNTech no Brasil
MYKE SENA/MS – 13.01.2022

Além da faixa etária, haverá a priorização das crianças que vivem em aldeias indígenas. Porém, o secretário ressaltou que o planejamento depende de quantas vacinas estarão disponíveis.

Aparecido enfatizou a importância da vacinação das crianças, especialmente neste momento que antecede a volta às aulas, em fevereiro, quando estarão, segundo a previsão, parcialmente protegidas. Contudo, o passaporte da vacina não será exigido nesse momento. Segundo o secretário afirmou durante entrevista ao jornal da Rádio Eldorado, as escolas públicas e privadas estão hoje “perfeitamente adequadas com medidas de segurança sanitária”.

Além disso, Aparecido afirmou que o passaporte da vacina não é suficiente para combater a variante Ômicron.

“Teríamos que eventualmente adicionar a testagem [antes das aulas], mas sabemos que há uma falta de testes no país”, complementou. A recomendação é continuar com as medidas sanitárias, como espaçamento entre pessoas, uso de máscara, ventilação de espaços fechados e avançar na vacinação das crianças.

Confira abaixo a previsão de chegada das doses em cada unidade da Federação, segundo o Ministério da Saúde:

São Paulo

Como o Estado não necessita de transporte aéreo, as doses serão entregues até sexta-feira (14).

Distrito Federal

Previsão de chegada: 14/01, 0h05

Goiás

Previsão de chegada: 14/01, 1h30

Mato Grosso do Sul

Previsão de chegada: 14/01, 7h35

Mato Grosso

Previsão de chegada: 14/01, 8h30

Alagoas

Previsão de chegada: 14/01, 10h30

Bahia

Previsão de chegada: 14/01, 1h20

Ceará

Previsão de chegada: 14/01, 3h00

Maranhão

Previsão chegada: 14/01, 11h35

Paraíba

Previsão de chegada: 14/01, 11h35

Pernambuco

Previsão de chegada: 14/01, 1h20

Piauí

Previsão de chegada: 14/01, 16h40

Rio Grande do Norte

Previsão de chegada: 14/01, 2h00

Sergipe

Previsão de chegada: 14/01, 14h40

Acre

Previsão de chegada: 13/01, 23h50

Amazonas

Previsão de chegada: 14/01, 2h40

Amapá

Previsão de chegada: 14/01, 13h10

Pará

Previsão de chegada: 14/01, 1h55

Rondônia

Previsão de chegada: 14/01, 10h45

Roraima

Previsão de chegada: 14/01, 12h35

Tocantins

Previsão de chegada: 14/01, 10h30

Espírito Santo

Previsão de chegada: 14/01, 0h15

Minas Gerais

Previsão de chegada: 14/01, 8h:15

Rio de Janeiro

Previsão de chegada: 14/01, 0h45

Paraná

Previsão de chegada: 14/01, 7h50

Rio Grande do Sul

Previsão de chegada: 14/01, 0h45

Santa Catarina

Previsão de chegada: 14/01, 8h:25

(R7)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *