Dona Miguelina, mãe de Ronaldinho Gaúcho, morre vítima da covid-19

Mãe do ídolo do Atlético Ronaldinho Gaúcho, dona Miguelina morreu neste sábado (20), aos 71 anos, vítima de covid-19. Ela estava internada desde dezembro com a doença.

De acordo com informações, Dona Miguelina chegou a ter uma breve evolução, mas teve o quadro piorado nos últimos dias em razão de uma infecção.

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, presidente do Galo no período em que o ex-jogador defendeu o clube, fez um post em solidariedade ao craque:

Nesta noite, o Atlético-MG também manifestou pesar sobre a morte de Dona Miguelina através das redes sociais.

A torcida do Atlético tem uma história de identificação com dona Miguelina. Em setembro de 2012, quando ela tratava de um câncer, um banner de apoio à mãe do craque foi estendido no estádio Independência no jogo contra o Grêmio, pelo Campeonato Brasileiro, o que emocionou o então atleta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *