Grávida de 8 meses sofre AVC e morre após saber da morte do pai por Covid-19

Bebê ficou internado com insuficiência respiratória e atualmente está sob os cuidados da avó e da tia. Grávida ficou internada por duas semanas e morreu em hospital de Cuiabá.

Marciele Feldman, de 40 anos, ficou em choque ao saber da morte do pai por Covid-19, teve parto de emergência e morreu após AVC em Mato Grosso — Foto: Facebook

Uma grávida morreu nessa quinta-feira (7), em Cuiabá, 13 dias depois de ficar em choque e sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC) ao saber da morte do pai dela por coronavírus (Covid-19), em Mato Grosso.

Marciele Feldman, de 40 anos, é filha do professor Lauro Feldmann, de 69 anos, que morreu no dia 25 de dezembro enquanto estava internado com Covid-19 no Hospital Regional de Água Boa, a 736 km de Cuiabá.

Ela trabalhava no cartório da cidade, é mãe de um adolescente de 16 anos e estava grávida do segundo filho.

Segundo informações da comunidade luterana da cidade, da qual a família Feldmann faz parte, Marciele passou mal e entrou em choque ao saber da morte do pai dela. Grávida de 8 meses, ela foi levada às pressas ao hospital da cidade e sofreu uma convulsão.

Ela foi encaminhada para um parto de emergência e o bebê, Bernardo Augusto, nasceu. A criança ficou internada com insuficiência respiratória, enquanto a mãe se recuperava do parto.

Lauro Feldmann, de 69 anos, estava internado no Hospital Regional de Água Boa desde o dia 18 de novembro — Foto: Facebook

No entanto, no mesmo dia, Marciele se queixou de dores fortíssimas na cabeça. Ela foi entubada e transferida em UTI aérea para o Hospital Municipal de Cuiabá em Cuiabá, onde estava internada desde então.

De acordo com a família, durante esse período, o bebê Bernardo foi transferido em UTI aérea para Sorriso, onde ficou internado e recebeu alta no dia 1º de janeiro. A criança está sob os cuidados da avó e da tia, em Água Boa, assim como o irmão de 16 anos.

A comunidade da igreja onde a família participava fez campanhas para ajudar nas despesas dos velórios e demais gastos.

O corpo de Marciele foi enterrado na manhã desta sexta-feira (8) em Água Boa.

Morte do professor

Lauro Feldmann, de 69 anos, estava internado no Hospital Regional de Água Boa desde o dia 18 de novembro e morreu no dia de Natal.

Ele lecionava na Escola Estadual Antonio Gröhs, em Água Boa, desde 1997.

Feldmann era natural do Ivoti, no Rio Grande do Sul, e veio para Mato Grosso na década de 70.

(G1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *