Torcida do Palmeiras coloca bananas em frente à empresa do presidente

Mancha Alvi Verde faz protesto contra Maurício Galiotte e Alexandre Mattos

A maior torcida organizada do Palmeiras, a Mancha Alviverde, fez na madrugada desta terça-feira um protesto em frente a uma empresa da qual é sócio o presidente do clube, Maurício Galiotte, em Barueri.

Foram deixadas no local centenas de cachos de banana (adesivadas com a fotografia de Galiotte) e faixas com os dizeres “Maurício banana” e “Mattos ladrão”, em referência também ao diretor de futebol do clube, Alexandre Mattos.

No último domingo, antes e depois da derrota para o Grêmio, na arena, os torcedores já tinham entoado cantos contra os dois dirigentes na arquibancada.

A cobrança é uma resposta à decisão de Galiotte de não demitir Alexandre Mattos, diretor de futebol do clube e que tem sido alvo de protesto da organizada desde a eliminação para o Grêmio nas quartas de final da Libertadores.

Na noite de segunda-feira, outra torcida organizada do Palmeiras, a Pork’s Alviverde, já havia feito um protesto com faixas em frente à arena do clube, pedindo as saídas de Galiotte, Mattos e também do técnico Mano Menezes.

Neste ano, além de manifestações em frente ao estádio e à Academia de Futebol, a Mancha também protestou na entrada do condomínio de Mattos, pedindo sua saída. No domingo, o diretor negou ter cogitado deixar o clube nesse período.

– Se eu pensasse nisso, não assinaria por três anos. Tenho contrato até 2021, nunca rompi contratos. No início do ano, tive duas possibilidades reais, até superiores financeiramente – disse Mattos.

Reeleito em dezembro passado, Galiotte tem mais dois anos à frente do clube. Nos três primeiros anos de sua gestão, o Palmeiras conquistou um título, o Campeonato Brasileiro de 2018.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *