Avaliação do governo Lula cai para 37%, menor índice desde o início da gestão, indica CNT

Resultado caiu mais de 5 pontos percentuais em relação ao último levantamento; 30,5% acham gestão petista ruim ou péssima

O governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem 37,4% de avaliação positiva, indica a pesquisa CNT de Opinião, divulgada nesta terça-feira (7). O levantamento mostra que 24,8% dos entrevistados consideram a gestão petista boa e outros 12,6%, ótima. O resultado aponta uma redução de mais de 5 pontos percentuais em relação ao último levantamento, realizado em janeiro.

A pesquisa foi feita presencialmente com 2.002 pessoas entre os dias 1º a 5 de maio de 2024. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos, e o nível de confiança é de 95%.

Segundo o levantamento, 30,6% dos entrevistados avaliam o governo como regular. Outros 30,5% afirmam que a gestão petista é ruim ou péssima. Não sabem ou não responderam são 1,5%.

Em janeiro, 43% dos entrevistados consideravam o governo Lula ótimo ou bom. Em setembro de 2023, 41% avaliaram positivamente a gestão. Em maio do ano passado, o governo era avaliado positivamente por 43% das pessoas.

Aprovação de Lula

A avaliação de Lula também teve redução do último levantamento para este. Atualmente, 50,7% da população aprovam o presidente. O índice era de 55% em janeiro. Na outra ponta, 43,7% desaprovam. Em janeiro, a desaprovação era de 40%. Não sabem ou não responderam são 5,6%.

Em setembro do ano passado, 55% aprovavam o presidente. O índice de desaprovação era de 39%. Há um ano, em maio de 2023, o resultado mostrava 57% de aprovação e 35% de desaprovação.

No fim de abril, Lula afirmou que “não se incomoda” com avaliações negativas sobre o desempenho do governo, porque sabe o que o Executivo “está fazendo”. No mês passado, a rejeição ao governo do presidente chegou ao maior patamar da série histórica e alcançou 46%, segundo a Quaest/Genial.

“Tenho clareza de todas as coisas que prometi e todas as coisas que disse que ia fazer e que vou fazer, certamente. Quando então sai uma pesquisa no primeiro ano de mandato, é normal que a expectativa que não foi atendida gere mau-humor na sociedade. Antes de ser presidente, fui eleitor, sei como funciona. Neste instante, não há preocupação”, afirmou o presidente.

Lula x Bolsonaro

Os entrevistados também compararam o governo atual com o do ex-presidente Jair Bolsonaro. Segundo o levantamento, 43,3% acreditam que a gestão Lula está melhor do que a anterior. Já 32,4% avaliam que está pior. Outros 22,7% avaliam que continua de forma semelhante e 1,6% não soube ou não respondeu.

Em janeiro, 48% acreditavam que o governo Lula era melhor e 29%, pior. Outros 22% afirmavam que as duas gestões continuavam de forma semelhante e 1% não soube ou não respondeu.

Decisões de Lula

Sobre as decisões do presidente, o levantamento apurou que 29,5% acreditam que a maioria das decisões é boa. O número caiu 8 pontos percentuais de janeiro para cá. Na última pesquisa, eram 37%.

Outros 27,9% veem a maioria das decisões de Lula como ruins. Há 4 meses, esse número era 25%. Ainda segundo a pesquisa, 39,9% acreditam que as decisões são boas e ruins de forma igual. Em maio, eram 36%.

‘Saidinhas’ de presos

A pesquisa mostrou que 77,4% dos entrevistados são contrários às saídas temporárias, conhecidas como “saidinhas”, pois elas “permitem que condenados não retornem para a prisão e voltem a cometer crimes”.

No dia 12 de abril, o presidente seguiu a recomendação do Ministério da Justiça e Segurança Pública vetou apenas o trecho que proíbe a saída dos detentos para visita à família, por inconstitucionalidade.

Ainda segundo o estudo, 19,8% dos entrevistados acham que o benefício deve ser mantido, pois é uma forma de incentivar o bom comportamento e a socialização dos detentos. Os dados mostram que 2,8% das pessoas consultadas não souberam ou não quiseram responder. As informações são do R7.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *