DENGUE| Secretaria da Saúde de Ibaté atualiza números de casos da dengue na cidade

A Prefeitura de Ibaté, através da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde, divulgou nesta terça-feira, 23, números atualizados de casos de dengue na cidade.

De acordo com o anunciado, os dados apontam que desde o início deste ano, foram 12 notificações, sendo 5 negativos, 1 positivo e 6 pessoas aguardando resultado de exame.
O papel dos cidadãos é fundamental nas ações de combate, inclusive na conscientização de toda a comunidade sobre os riscos da doença e os cuidados a serem tomados para evitar a proliferação do mosquito transmissor.
O trabalho intensivo de combate ao mosquito Aedes aegypti em Ibaté iniciou o ano com apenas um caso, resultado satisfatório, alcançado por meio de visitas domiciliares de agentes de endemias e agentes de saúde.
A Prefeitura de Ibaté realiza um trabalho contínuo contra a dengue, com ações que são intensificadas no período de chuvas e orientações para eliminação dos criadouros do mosquito transmissor.
A Secretária da Saúde, Elaine Sartorelli Breanza, faz um alerta para que as pessoas continuem vigilantes e evitem a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya. “Eliminar os criadouros do mosquito continua sendo a forma mais eficaz de combatermos o mosquito que causa a dengue e outras doenças. Esperamos contar com o apoio da população, não podemos descuidar”, disse.

Elaine explica que o ciclo de vida do mosquito é de 7 a 10 dias, por isso, cada munícipe deve fazer a limpeza de seu quintal uma vez por semana. “A dengue é uma doença totalmente evitável. Se todos fizessem a sua parte, eliminando os criadouros do mosquito, não teríamos nenhum caso da doença. Nesta semana nossos agentes então em ação preventiva no bairro Jardim Icaraí”, apontou.

A Secretaria da Saúde alerta sobre as principais medidas de prevenção e combate ao Aedes Aegypti:

Para combater a proliferação do mosquito Aedes aegypti é necessário manter bem tampados caixas, tonéis e barris de água; colocar o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira sempre bem fechada; não jogar lixo em terrenos baldios; guardar garrafas de vidro ou plástico, mantenha sempre a boca para baixo; não deixar água da chuva acumular sobre a laje; encher os pratinhos ou vasos de planta com areia até a borda; guardar pneus velhos, retire toda a água e mantenha-os em locais cobertos, protegidos da chuva; limpar as calhas com frequência, evitando que galhos e folhas possam impedir a passagem da água; lavar com frequência, com água e sabão, os recipientes usados para guardar água, pelo menos uma vez por semana.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *