Em videoconferência com Governo Estadual, Zé Parella fala da preocupação com o comercio da cidade

O prefeito José Luiz Parella (PSDB) participou na tarde desta
quarta-feira, 08, de uma videoconferência com integrantes do Governo do
Estado, em especial, da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Regional,
com o objetivo de reforçar a importância das medidas na contenção da
Covid-19.

A reunião contou com a presença de prefeitos dos 26 municípios que
compõem a região central do Estado, bem como, do secretário Marco
Vinholi, o secretário executivo Dr. Rubens Cury, ambos da SDR; do
diretor regional de Saúde, Florisvaldo Fiorentino; e da diretora do
Escritório Regional, Edna Martins.

Entre as medidas debatidas, está a possível flexibilização da quarentena
na região. Os prefeitos expressaram a vontade dos pequenos comerciantes
retornarem suas atividades. “Neste momento, não podemos afrouxar as
decisões tomadas pelo Governo. Entendemos que o comércio precisa abrir,
mas só vamos tomar essa decisão quando não houver risco para a
população. A medida é difícil, mas necessária para salvar vidas”,
afirmou Vinholi.

O Governo Estadual decidiu adotar o isolamento horizontal fechando,
parcialmente, alguns estabelecimentos, até o próximo dia 22 abril.
Somente serviços essenciais devem permanecer abertos, como saúde,
alimentação, abastecimento, logística, serviços gerais, comunicação
social, segurança, construção civil e indústrias.

Vinholi também reforçou o repasse de R$ 6,1 milhões, no último dia 30 de
março, para os 26 municípios da região. O montante deve ser aplicado na
saúde básica e de média complexidade para o combate ao novo coronavírus.

Zé Parella aproveitou para solicitar que o governador João Doria fosse
mais especifico, pois o decreto estadual deixa muitas dúvidas em relação
aos estabelecimentos que podem ou não abrir. “Os prefeitos estão sendo
pressionados pelo comércio de suas cidades. Precisamos que o governo
estadual, seja através de um ofício ou mesmo de um vídeo do nosso
governador, oriente melhor sobre essa situação para que possamos ter
mais tranquilidade e certeza das ações que podemos e temos que tomar”,
contou o prefeito.

Sobre essa questão, ficou acordado de que a Prefeitura de Ibaté
encaminharia um ofício para que o estado pudesse se posicionar
oficialmente sobre o assunto. “Não podemos agir, prejudicando nossos
comerciantes, os quais estão sofrendo muito com essa pandemia”,
ressaltou Parella.

Ele ressaltou que o Poder Executivo de Ibaté está preocupado com o
comércio, pois sabe das dificuldades que todos estão passando. “Nesse
momento, temos que nos unir contra o coronavírus. Essa pandemia está
assustando todo mundo. Executamos algumas ações, que tem ajudado a
combater o vírus, como abertura de uma nova ala no Hospital Municipal, a
desinfecção de todas as unidades de saúde e bancos, onde acontecem uma
maior concentração de pessoas, por conta dos pagamentos que estão sendo
realizados, bem como, o aferimento da temperatura das pessoas nas vias
públicas para que sejam orientados pela Vigilância Epidemiológica e
Sanitária”, finalizou o prefeito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *