Luísa Sonza desabafa: ‘Não quero viver em um país burro com jovens que só podem postar dancinhas’

Cantora lamentou que as marcas não escolham influenciadores digitais que se posicionam politicamente na web

Luísa Sonza fez um desabafo nas redes sociais sobre as marcas que contratam influenciadores digitais para fazer publicidade. No texto, postado nesta quinta-feira (9), a cantora lamenta que as empresas deixem de fora quem se posiciona politicamente na web.

“É de uma tristeza profunda! O que deveria ser uma necessidade para se contratar. Eu fico indignada. Vocês querem influencers que influenciam o quê? Só a comprar seus produtos? Porque eu acredito em uma influência real que melhora a nossa sociedade e faz o jovem pensar”, começou Luísa.

“Eu não falo isso por mim. Pelo meu tamanho, eu fecho a publicidade que eu quiser hoje em dia independente de qualquer coisa. Eu falo isso pela minha preocupação com o que estamos virando, tenho medo de nos tornarmos uma sociedade que simplesmente não se posiciona. Eu não quero viver em um país burro com jovens que só podem postar dancinhas, fazer fotos bonitas nas redes sociais, e apenas isso ser de acordo com o que as marcas querem”, completou.

A artista ainda reforçou a importância dos influenciadores digitais e provocou a discussão sobre o assunto: “Influencer virou uma profissão. Isso nem se discute mais. Esses jovens têm grande influência na vida e no pensamento de milhões de pessoas. Se a gente não puder usar essa força para algo além, de que adianta tanto?”.

(R7)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.