Mesmo preso Lula lidera corrida presidencial segundo pesquisa CNT/MDA

Na última segunda-feira (14), a CNT (Confederação Nacional do Transporte)  divulgou a 136ª Pesquisa CNT/MDA, realizada de 9 a 12 de maio de 2018.

Mesmo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva estando preso há 1 mês e 7 dias em Curitiba, ele lidera na intenção de votos na pesquisa espontânea, assim como em todos os cenários em que o seu nome é colocado na estimulada.

Lula ganharia também no segundo turno de todos os nomes testados.

De Bolsonaro, o ex-presidente venceria por 45,7 a 25,9%.

Se o seu adversário fosse Alckmin, seria  44,9% a 19,6%.

Se a adversária fosse Marina Silva, o resultado seria 44,4% a 21%.

Contra Henrique Meirelles, 47,1% a 13,3%.

De Michel Temer, a vitória seria ainda maior: 47,5% a 6,8%.

Sobre a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a pesquisa revela que:

• 51,0% consideram que a prisão do ex-presidente Lula é justa.

• 49,9% não acreditam que o ex-presidente Lula disputará as eleições, após ter sido condenado na 2ª instância, enquanto que 40,8% acreditam que o ex-presidente Lula disputará as eleições, mesmo após ter sido condenado na 2ª instância.

A avaliação da Justiça no Brasil   é negativa para 55,7% (ruim ou péssima) dos entrevistados. 33,6% avaliam a Justiça como sendo regular e 8,8% dos entrevistados avaliam que a atuação da Justiça no Brasil é positiva (ótima ou boa).

Outros dados da pesquisa sobre a Justiça no Brasil:

* 52,8,% consideram o Poder Judiciário pouco confiável; 36,5% nada confiável; e 6,4% muito confiável.

• Para 90,3% a Justiça brasileira não age de forma igual para todos.

• Dos entrevistados, 44,3% acreditam que, mesmo após as recentes ações da Justiça na Operação Lava Jato, a corrupção irá continuar na mesma proporção no Brasil. Enquanto isso, 30,7% avaliam que a corrupção irá diminuir e 17,3% acreditam que vai aumentar.

A instituição brasileira mais confiável, segundo os entrevistados, é a  Igreja (40,1%).

Em seguida, aparecem: Forças Armadas (16,2%), Justiça (8,6%), Imprensa (5,0%), Polícia (4,0%), Governo Federal (2,2%), Congresso Nacional (0,6%) e Partidos Políticos (0,2%).

Foram ouvidas 2.002 pessoas, em 137 municípios de 25 Unidades Federativas, das cinco regiões. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais com 95% de nível de confiança. A pesquisa está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), com o número BR-09430/2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *