Natal em Ibaté terá os tradicionais presépios

Cidade é conhecida por encantar com suas luzes e cores. Presépio em
tamanho natural já está na Praça da Matriz e o tradicional presépio
mecânico há 46 anos faz parte das comemorações natalinas

Respeitando as restrições e os cuidados necessários para enfrentamento à
pandemia de Covid-19, a Prefeitura de Ibaté já está fazendo a iluminação
natalina das ruas centrais e da Praça João Evangelista de Toledo, a
Praça da Matriz, para as comemorações desde ano na cidade.
Além das luzes e dos painéis com figuras alusivas ao natal, como anjos e
estrelas,  os tradicionais presépios de Ibaté também farão parte.
Atração desde 2007 em Ibaté, com sua estrebaria e manjedoura,  o
presépio em tamanho natural já foi montado e está recebendo os últimos
detalhes de decoração na praça, enquanto o presépio mecânico está sendo
construído dentro da Igreja Matriz.
O Prefeito de Ibaté, José Luiz Parella, destacou que apesar das
restrições devido à pandemia, as luzes e os presépios não poderiam
faltar na cidade. “O natal de Ibaté já é tradição e recebe pessoas de
toda a região, além de fazer parte das comemorações da população
ibateense. Todos aguardam ansiosos por esse período do ano e a
Prefeitura está preparando a praça, as ruas e os presépios para
celebrarmos o natal. Importante lembrar que todos teremos que respeitar
as restrições por causa da pandemia, usando máscaras e evitando
aglomerações”.

Um presépio de 46 anos
Do lado direto do altar da igreja São João Evangelista, a igreja Matriz
de Ibaté, já está sendo montado o presépio artesanal mecanizado do
senhor Angelo Perruci Neto, com engrenagem e mecanismos que dão
movimento e luz ao cenário. Neste ano, o presépio terá cerca de 20
metros quadrados.
Ibateense de nascimento, aos 76 anos de idade, o agricultor faz o
trabalho usando máscara para se proteger do Coronavírus e fala com
orgulho que desde 1974 monta e expõe seu presépio em Ibaté. “Normalmente
perto do Natal as pessoas lembram do Papai Noel, aqui elas lembram do
presépio. É uma satisfação. Tem muita gente que vem de longe ver nosso
trabalho”.
Acompanhado pelo amigo, Diomar Mariotto, de 74 anos, Angelo apresenta
esperançoso um novo voluntário para o trabalho com o presépio, Humberto
Caetano, de 45 anos. “São vários dias de trabalho para o montagem e
preparação de todo a parte mecânica. É um serviço cheio de detalhes e
muito trabalhoso, que sozinho eu não conseguiria fazer”, explica.
Mariotto é colaborador na construção do presépio há mais de 40 anos e
esta é a primeira vez que Humberto participa. “Nesses anos todos, muita
gente colaborou. Alguns já morreram, outros estão doentes e sentimos
muita saudades desses amigos. Fazer esse presépio foi um dom que Deus me
deu. Mas, além desse dom, Ele me deu esses companheiros para ajudar. Eu
vou montar o presépio em Ibaté até quando Deus quiser e espero que
depois alguém continue”.
As imagens que compõem o presépio do senhor Angelo ficam o ano todo, 
cuidadosamente, guardadas em nichos de uma prateleira feitas
especialmente para elas.  São 19 peças de cerca de 80 cm de altura e
esse é o segundo grupo de imagens usadas no presépio desde 1974. “Estou
com essas imagens há cerca de 12 anos. Fui para Aparecida do Norte e
queria comprar só o Menino Jesus, mas quando vi todas aquelas imagens
lindas não resisti. Negociei o pagamento em três vezes e trouxe o novo
presépio no bagageiro do ônibus de turismo”.
O segredo, segundo ele, é cuidar bem de todo material para usar no ano
seguinte. “Ainda uso madeira da época da construção da Igreja Matriz.
Cada tábua e cada mecanismo são importantes, mas o principal do presépio
é mesmo o Menino Jesus, Nossa Senhora e São José: a Sagrada Família. O
resto é enfeite”, conclui com devoção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *