Santa Casa realiza dois procedimentos de trombectomia e dá passos para melhorar o atendimento ao AVC na região

Instituição reforça sua posição como referência regional em tratamentos neurológicos complexos

A Santa Casa de São Carlos realizou com sucesso dois procedimentos de trombectomia (o 2º e 3º procedimento realizados pelo SUS) reafirmando sua posição como centro de referência regional para intervenções neurológicas de alta complexidade. Este procedimento tem a capacidade de aumentar consideravelmente o tempo em que um tratamento pode ser ofertado que diminua ou reverta as sequelas neurológicas. Durante o procedimento são removidos coágulos para restaurar o fluxo sanguíneo no cérebro, devolvendo a função das áreas afetadas.

Este marco na área da saúde ressalta o compromisso da Santa Casa em oferecer soluções de alta complexidade para a população, incluindo os atendimentos realizados pelo Sistema Único de Saúde. “Estamos muito orgulhosos de poder proporcionar esse tipo de atendimento de alta complexidade para nossos pacientes. A trombectomia pode significar a diferença entre uma recuperação completa, sequelas permanentes ou até a morte. A Santa Casa já possui um protocolo de trombólise bem estabelecido, entretanto, há alguns tipos de AVC isquêmico que são tão graves, ou que o tempo para a trombólise já se extinguiu, que outras alternativas precisam ser usadas. Nesses casos, é necessária a trombectomia mecânica, uma espécie de cateterismo cerebral”, afirmou o neurologista e Coordenador do Serviço de Neurologia da instituição, Dr. Vitor Pugliesi.

Além dos avanços médicos, a Santa Casa também se credenciou como unidade de AVC tipo II, aumentando em seis leitos específicos para atendimento das doenças cérebrovasculares. Embora ainda exista déficit de vagas na nossa região, além da demora no transporte dos pacientes para o hospital, houve um progresso importante, permitindo ao hospital atender a um maior número de pacientes com mais eficiência e rapidez. “Ainda há desafios a serem superados, mas estamos no caminho certo. As melhorias que alcançamos até agora nos possibilitam oferecer um atendimento mais ágil e eficaz”, acrescentou Pugliesi.

Um terceiro procedimento foi realizado nesta semana pelo neurocirurgião da Santa Casa, Dr. Lucas Bonadio. “A paciente, de 36 anos, chegou ao Serviço Médico de Urgência (SMU) após acordar com o déficit neurológico. Uma situação clínica em que fica difícil precisar o tempo de inicio dos sintomas. Como a trombólise somente por ser realizada no máximo até quatro horas e meia após seu início, optamos por ofertar a trombectomia, e a paciente já se encontra em recuperação. A trombectomia mecânica é uma intervenção complexa que pode salvar vidas e evitar sequelas graves, e nossa capacidade de oferecer este tratamento reflete o compromisso e a dedicação de toda a nossa equipe. Continuaremos a trabalhar incansavelmente para melhorar os serviços de saúde em nossa região, garantindo que cada paciente receba o cuidado de alta qualidade que merece”, explicou o neurocirurgião.

Segundo o provedor da Santa Casa, Antonio Valério Morillas Junior, as recentes conquistas refletem a dedicação da equipe da Santa Casa em aprimorar continuamente os serviços prestados à comunidade. “Com a realização dos procedimentos de trombectomia e a redução do déficit de atendimento, o hospital mostra seu compromisso constante com a excelência e a inovação no cuidado com a saúde.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *